O curriculum vitae (ou também conhecido por CV) trata-se de um documento que permite apresentar as suas competências, qualificações e habilidades que possui e reúne informação pessoal e o seu percurso profissional.
Conheça as melhores dicas para criar o seu CV e conseguir encontrar um emprego de uma forma rápida e eficaz. Esperamos que estas dicas para fazer um CV o ajudem a conquistar o seu próximo emprego.


Um bom CV deve ser apresentável, estar bem redigido e estruturado. Não se esqueça que o CV é o seu cartão de visita e irá fazer toda a diferença para a marcação de uma entrevista de trabalho.

Transforme o seu CV numa arma eficaz na procura de emprego. Siga estes pontos essenciais para criar um bom CV.



1. Informações relevantes e essenciais

Deve salientar as suas mais valias para aumentar as possibilidades de obter uma entrevista.
Escolha apenas experiências e competências relevantes para a posição a que se candidata e molde o seu CV nesse sentido. Por exemplo: O facto de ter trabalhado em hotelaria não interessa quando se candidata para a função de Designer.


2. Tamanho e legibilidade

Um CV deve ter no máximo duas páginas, não se alongue. Crie hierarquias visuais, isto é utilize fontes dentro da mesma linha gráfica para destacar títulos, mas com um tamanho aumentado e negrito. Deixe também bastantes espaços brancos para facilitar a leitura e diminuir a confusão visual.


3. Estrutura e organização

Coloque as suas competências e experiências mais relevantes em primeiro lugar de forma a cativar a atenção do recrutador para que leia o resto do CV.
Divida-o por seções (exemplo: Informação Pessoal, Experiência Profissional, Percurso Académico) e coloque a informação por ordem cronológica


4. Criatividade

Para vagas de emprego que valorizem a criatividade, pode optar por um CV mais criativo de forma a destacar-se dos restantes candidatos à vaga de emprego.


Estes são alguns dos pontos essenciais na construção de um bom CV, mas vamos deixar aqui mais algumas dicas para criar um currículo perfeito:


1. Utilize uma linguagem universal e activa

O seu CV será lido por um recrutor que pode não estar familiarizado com termos técnicos, por isso utilize termos que sejam de fácil compreensão. Use, mas não abuse de verbos dinâmicos e activos, tal com organizar, ensinar, lidar, etc.


2. Valorize-se

Se possível mencione e indique qual o impacto do seu trabalho em empregos passados. Indique prémios que tenha ganho e destaque os seus méritos.

Se for o caso mencione que foi “Convidado…”, “Reconhecido…”, “Promovido… “, “Empregado do Mês”, “Melhor Vendedor do Mês”

3. Evite banalidades

Algumas expressões são usadas tantas vezes que o recrutador já a leu milhares de vezes. Tente evitar o uso de expressões como: “atenção ao detalhe”, “tenho experiência” e “lido bem com pessoas”.

4. Redireccione o seu CV

Utilize ao longo do seu currículo as palavras-chaves e competências mencionadas no anúncio (caso as tenha). Algumas empresas de recrutamento utilizam o ATS (Automatic Tracking System), um sistema que permite ordenar e prioritizar os currículos com base no seu grau de relevância/correspondência com a oferta de emprego.

5. Toques Finais

Confirme que o seu CV não tem erros ortográficos ou gramaticais. Dê a um amigo ou familiar para que o faça também!
Certifique-se também que guarda o seu currículo em formato .pdf e mantém uma cópia do original para atualizações futuras. Nomeie o documento para que contenha o seu nome (exemplo: Guarde como “CV António Silva” e não apenas “CV”).

Agora que sabe no que se focar e como criar o seu próprio CV é só meter mãos à obra!

Se acha que sozinho não consegue fazer um CV, experimente uma destas ferramentas:

Dicas para fazer um CV perfeito